Queres saber o que distingue os incrivelmente bem-sucedidos dos “quero ser bem-sucedido”?

Não é dinheiro ou ideias brilhantes ou até amigos importantes.

É bom ter isso tudo, mas não são requisitos para o sucesso.

O que realmente tem que se ter é uma boa atitude.

Sem a mentalidade certa, vais estar a lutar constantemente com o teu cérebro e isso é drenante porque:

  • Vais permitir-te acreditar que as tuas ideias não são boas o suficiente.
  • Vais convencer-te que não és inteligente o suficiente.
  • Vais ter a certeza que alguém fez o mesmo (o que quer que seja o mesmo) melhor.

E antes que dês conta, persuadiste-te a não lançar um programa novo, a não pedir uma parceria ou a não escrever um livro.

Posso dar-te um exemplo de como às vezes nos limitamos por nada. No início de 2013, vi um artigo numa revista sobre um espaço fantástico chamado Human Light na Maia. O espaço é lindo, uma casinha de madeira integrada num lindíssimo jardim. Senti que adoraria trabalhar ali, mas hesitei em contactar. Pensei logo que teria tido muitas solicitações depois do artigo e que não haveria espaço para mim. Passaram umas semanas, até que uma amiga me disse que gostaria de apresentar um determinado trabalho àquele espaço e eu encorajei-a. Vi aquela conversa como um sinal de que, se aquele espaço se estava a cruzar comigo outra vez, era para eu avançar. A minha amiga contactou o espaço e houve abertura total. Eu, entretanto, ganhei coragem e escrevi também. Marcámos então um encontro para irmos conhecer o espaço pessoalmente. E era tão melhor do que eu podia sonhar! Comecei logo a trabalhar lá e é uma parceria que dura até hoje.

Sou extremamente abençoada por me ter “atrevido” a dar aquele passo. Se não o tivesse feito teria perdido muito mais do que uma excelente e duradoura parceira! Eu e a Branca Amorim – mentora daquele espaço mágico – tornámo-nos Amigas, descobrimos imensos pontos em comum, crescemos juntas na nossa vida pessoal e profissional e sou acolhida na sua casa por ela e pelos seus filhos maravilhosos como uma tia – assim uma daquelas de quem se gosta mesmo muito.

Aprendi imenso com esta experiência. Nunca mais hesitei no contacto com espaços. Quando sinto é na hora que faço. Se receber um não, sigo em frente. Sei que o sim virá!

Não ter a mentalidade certa, faz com que te convenças de coisas que não são realidade ou que não servem o teu propósito. Num ápice, voltas ao trabalho que fazias antes, a trabalhar para outra pessoa, morrendo um pouco todos os dias, porque não tens confiança para criar o teu próprio negócio.

Uma simples mudança de mentalidade pode fazer toda a diferença.

Vestir para o Sucesso

Quando trabalhamos em casa é fácil cair no hábito de vestirmos fatos de treino e t-shirts o tempo todo, incluindo no nosso escritório de casa. Afinal não vamos ter que estar apresentáveis para ninguém a não ser para o nosso cão ou gato, não é?

Mas se procuras uma mudança rápida e fácil para direcionar a tua mente para o sucesso, precisas de pensar nos teus clientes. Com que roupa te sentirias bem se te cruzasses agora com um cliente? Como estaria o teu cabelo e o teu rosto?

Eu noto uma grande diferença até na produtividade quando me “visto para o sucesso” mesmo que fique por casa. Descobri isso quando – por questões de logística no meio de uma mudança de casa – trabalhei uns dias num coworking space. Só o facto de me vestir para sair de casa fazia toda a diferença na forma como sentia o meu negócio, ainda antes de sair de casa!

E desde então criei o hábito de me vestir para estar com os meus clientes quando trabalho em casa, mesmo que esse estar seja virtual ou se estiver apenas a trabalhar para eles sem falarmos.

Experimenta. Vais perceber que vais sentir-te mais profissional, mais confiante e mais produtiva também.

Sai de casa para ires para o trabalho – mesmo que trabalhes em casa

Ao trabalhar em casa tive muitas vezes a sensação de que não há uma divisão entre a vida doméstica e o meu trabalho.

Uma técnica que tenho adotado cada vez mais é, de manhã antes de começar a trabalhar, sair de casa e dar uma volta antes de “entrar ao serviço”. Como se me deslocasse para o escritório. E ao fim do dia faço o caminho de regresso.

Se o teu escritório em casa não é uma divisão separada, arranja um biombo que sirva de porta ou uma marca no chão que quando a atravessas sintas que é uma porta.

Estes pequenos gestos mudam imenso a programação do que vamos fazer a seguir. Experimenta!

Não deixes que o medo guie as tuas decisões

Muitos dos empreendedores que apenas “querem ser bem-sucedidos” funcionam com a mentalidade de escassez em vez de conduzirem o seu negócio a partir de um pensamento de abundância. Em vez de dizeres a ti mesma que não podes contratar uma assistente virtual ou trabalhar com um coach, experimenta transformar os teus pensamentos.

Em vez de pensares “Não posso participar neste evento” pergunta-te “Como posso ganhar dinheiro para investir na minha formação?”

Em vez de dizeres “Tenho que continuar a tentar descobrir sozinha como fazer melhor porque não posso pagar a um coach” lembra-te de quanto estás a perder por não o fazer e quanto poderias ganhar se contratasses alguém que te motivasse, ajudasse a descobrir novas perspectivas e a criar um novo ritmo nas tuas ações. (Falo nisso no meu webinário gratuito AS 5 COISAS QUE PRECISAS PARA LANÇAR UM NEGÓCIO COM SUCESSO!)

Ao reprogramar os teus pensamentos, vais tornar o teu discurso negativo sobre dinheiro em soluções positivas que te ajudem a crescer.

Mantém-te ligada!

Would you like to…?

Use the Divi Builder…

to design your pop-up!

Donec rutrum congue leo eget malesuada. Curabitur non nulla sit amet nisl tempus convallis quis ac lectus. Cras ultricies ligula sed magna dictum porta. Curabitur aliquet quam id dui posuere blandit. Proin eget tortor risus.